Instalar um sistema fotovoltaico no próprio estabelecimento é uma forma de investimento.


Com um investimento inicial, gera-se a própria energia e economiza-se na conta de luz, com o sistema se pagando em 3 a 6 anos, dependendo principalmente da região. Isso equivale a um retorno sobre investimento até 15 vezes superior a poupança e aluguéis de imóveis!

Retorno de um sistema fotovoltaico


Do que depende o retorno de um sistema fotovoltaico?

O fluxo de caixa um sistema fotovoltaico se resume a um investimento inicial (compra e instalação do equipamento), manutenções periódicas e economias mensais na conta de energia durante os próximos 25 anos.

A economia gerada depende de quanto o seu sistema produz (que depende da insolação na região) e do valor da tarifa de luz da sua distribuidora. O gráfico abaixo mostra qual a insolação média anual em cada município do país:

Insolação média


O próximo gráfico mostra as tarifas de energia hoje (maio de 2019) em cada município do país, conforme os últimos contratos publicados pela ANEEL:

Tarifa residencial


O custo de instalação de um projeto também tem variações entre estados, principalmente no custo de frete (já que maior parte dos equipamentos são importados via os portos do Sul - Sudeste) e mão de obra. Nesse estudo, consideramos os custos da Inca Solar (e nossos fornecedores) para atender a projetos em cada região.

Sabendo o valor do investimento e a economia gerada, podemos calcular o fluxo de caixa de um projeto, conforme a próxima figura. Desse fluxo de caixa obtemos a taxa de retorno do investimento.

Exemplo de fluxo de caixa


O investimento torna-se ainda mais atraente com linhas de financiamentos de bancos públicos de até 6,5% ao ano para empresas e 2,5% ao ano para produtores rurais. Mais informações sobre aquisição e linhas de financiamento nesse nosso artigo. ou falando conosco.

Fábio Castro
Engenheiro Civil
Equipe INCA SOLAR